sábado, 14 de janeiro de 2017

SOBRE HITLER

Baseado na minha maturidade intelectual, estudo da história humana, e estudo das formas de agir de Deus, concluí que foi Deus quem mandou Hitler à Terra para castigar duramente os judeus - depois de ver que tal povo tinha costumes e objetivos muito pecaminosos. Assim, os judeus teriam provado do próprio veneno (racismo, discriminação, isolacionismo). Aliás, a própria Torá judaica afirma que os judeus permaneceram por 300 anos como escravos na Babilônia, em função de um castigo divino. Há um sábio ditado popular que diz que "nada ocorre por acaso". Na verdade, o fortuito, o aleatório, o acaso também interfere na realidade... mas para coisas sem muita importância ou gravidade. Quero aqui esclarecer que não estou fazendo a defesa ou incentivo do genocídio. Apenas quero mostrar que Deus, às vezes, age muito duramente, tirando a vida (não só de um, mas de muitos). Ele apenas quer dar uma lição, seja suave ou severa, para que o pecador se arrependa de seus atos iníquos e volte para o caminho da bondade, da fraternidade, da CORREÇÃO.
Só para reforçar o que estou afirmando, vou contar-lhes por que uma irmã minha morreu aos 44 anos de parada cardíaca. Não tenho nenhuma dúvida que Deus tirou-lhe a vida ao ver que ela estava fazendo coisas muito erradas, nojentas, baixas. Vou citar apenas uma delas, envolvendo a minha pessoa. Pois bem, um certo dia dormi na minha cama e, no outro dia, já me encontrava em uma clínica psiquiátrica particular, entupido de remédios alopáticos. Presumo que me deram algum líquido para beber que continha um sonífero muito forte, pois não me lembro de ter sido retirado da minha cama. Continuando: após ela morrer, descobrimos que ela reclamava de dores no braço esquerdo, conforme revelaram amigas dela. Para quem não entende de medicina, devo dizer que tal dor em tal região do corpo é um sintoma ou sinal de problema cardíaco. Acho que Deus lhe deu mais uma chance de vida, uma dica, uma "deixa", caso ela mudasse seu comportamento pecaminoso (ou seja, caso ela mudasse, fatalmente Deus a encaminharia para investigar o porquê daquela dor, nem que fosse por intervenção de uma amiga). No entanto, como ela não mudou, Deus tirou-lhe a vida. Falei isto para um irmão que se diz ateu, o qual está sendo processado criminalmente por mim, e o mesmo me disse que foi culpa de uma seita kardecista que ela frequentava, a qual impediu que ela cuidasse mais de si (dedicando um tempo precioso a tal seita e negligenciando os cuidados com a saúde). Eu discordo totalmente dele. Na verdade, a minha finada irmã não nasceu já com esta dor no braço esquerdo. Foi a partir de certo momento de sua vida, quando Deus viu que ela pecava demais, que lhe mandou tal dor e deu no que deu. Finalmente, se voltei a tratar da minha intimidade, fi-lo apenas com o intuito de passar lição de vida aos meus seguidores. Não tenho outro objetivo, pessoal. E encerro recomendando-lhes que respeitem a Deus, pois ele já me deu várias demonstrações de todo o seu poder, de toda a sua sapiência (em outro post talvez eu dê detalhes de como ele mandou várias maldições para o Brasil, em resposta à opressão praticada pela minha família - a qual, felizmente, já está novamente do meu lado, arrependeu-se da monstruosa traição que estava praticando). Que Deus os abençoe e os guie!

Nenhum comentário:

Postar um comentário