domingo, 21 de agosto de 2016

DEUS CRIADO AO ACASO

Um evangélico amigo meu um dia me criticou por ter afirmado que Deus surgiu do ACASO, de um processo de tentativas bem-sucedido (dentre tantas combinações atômicas que fracassaram num Universo virgem de outrora, o nosso). Ora, um indício de que isso é real é testemunhado pela por descobertas ou criações de produtos. São exemplos de descobertas por acaso ou por acidente, produtos como: o Viagra, o plástico, a sacarina, o forno de microondas, os raios-x, a borracha vulcanizada, a vaselina, o marca-passo, o fósforo, o velcro, o teflon, a pólvora, a dinamite, a fissão nuclear, o celefone, o LSD, etc. No caso do LSD, só para citar um caso, o seu inventor descobriu que o produto tinha propriedades alucinógenas ao, por descuido, deixar cair e inalar uma porção do mesmo produto no nariz, quando trabalhava no seu laboratório. No ramo empresarial ocorre o mesmo. Há quem fracasse num tipo de negócio mas continue tentando e consiga ser bem-sucedido em outro tipo de negócio. Portanto, o processo de tentativas de erros e acertos não é apenas, por exemplo, corolário do método científico, mas abarca tudo. Então, referindo-nos ao início, absurdo, sim, seria afirmar que a criação não tem sentido algum (e não que ocorreu por acaso).

Nenhum comentário:

Postar um comentário